chackas

CONHECENDO OS CHAKRAS

Com o objetivo de apresentar informações para permitir um maior  conhecido sobre os chakras e suas funções, realizamos uma pesquisa na internet coletando alguns materiais disponíveis, tomamos o cuidado de manter as fontes.

DESVENDANDO O SIGNIFICADO DOS CHAKRAS

Centros de energia em desequilíbrio sinalizam o que é preciso melhorar

1 – Chakra Básico / 2 – Chakra Sacro / 3 – Chakra Plexo Solar / 4 – Chakra Cardíaco / 5 – Chakra Laríngeo / 6 – Chakra Frontal / 7 – Chakra Coronário

A palavra “Chakra” vem do Sânscrito e significa “roda de luz”. Os Chakras são centros de energia, que representam os diferentes aspectos da natureza sutil do ser humano. São eles: corpo físico, emocional, mental e energético. Os sete principais Chakras ficam localizados ao longo da coluna vertebral do corpo humano e, segundo a Tradição Hindu, seguem as cores do arco-íris. Confira abaixo o significado de cada um:

CHAKRA CORONÁRIO

Cor: Lilás e Dourado

Pedras mais usadas: Quartzo Branco, Ametista, Diamante, Fluorita

Representa nossa ligação com o Alto, a Energia Superior, o Universo. A sua função principal é evoluir, ascender e se aprimorar como ser humano.

Percebemos o Chakra Coronário em desequilíbrio quando apresentamos falta de inspiração, confusão, tristeza relacionada à falta de esperança, alienação ou hesitação em servir ao bem comum.

CHAKRA FRONTAL

Cor: Azul índigo

Pedras mais usadas: Sodalita, Azurita, Lápis Lazuli, Cianita

Representa a mente e a intuição. A função dupla desse chakra faz com que ele seja um dos mais difíceis de manter o equilíbrio, pois o excesso de uma característica leva à falta da outra.

Quando em desequilíbrio, pode desencadear falta de concentração, medo, cinismo, tensão, pesadelos, e excesso ou falta de sono. Também é recorrente ter um acúmulo de pensamentos.

CHAKRA LARÍNGEO1

Cor: Azul claro

Pedras mais usadas: Água Marinha, Quartzo Azul, Turquesa, Larimar

Tem ligação com a maneira que cada um se expressa. A função principal desse chakra é o se expressar. Por isso, a auto-expressão e a comunicação são as palavras-chaves dele. Ajuda a relacionar e exteriorizar o que sentimos e o que pensamos.

Percebemos que o Chakra Laríngeo está em desequilíbrio quando apresentamos problemas na comunicação – geralmente a falta dela – o uso insensato do conhecimento e a falta de discernimento. Nesse caso, a pessoa pode falar demais ou dizer bobagens por querer esconder o que sente. Num outro extremo, pode tender a falar pouco e “engolir sapos”.

CHAKRA CARDÍACO

Cor: Verde e Rosa

Pedras mais usadas: Quartzo Rosa, Quartzo Verde, Turmalina Melancia, Esmeralda

Simboliza o centro das emoções. Esse chakra é o centro do amor e sabedoria nas relações emocionais. Gera estabilidade e confiança, além de trabalhar as manifestações reprimidas e as feridas emocionais.

Quando o Chakra Cardíaco se mostra em desequilíbrio, pode gerar repressão do amor, instabilidade emocional, sensação de opressão e/ou peso no peito.

CHAKRA CARDÍACO É ESTIMULADO PELA MATERNIDADE

Chakra Cardíaco é estimulado pela maternidade, centro de energia do corpo é expandido por amor incondicional das mães.

CHAKRA PLEXO SOLAR

Cor: Amarelo

Pedras mais usadas: Citrino Amarelo, Cristal com Enxofre, Topázio Imperia, Calcita Amarela

É onde “mora” o ego de cada um, representa a força do indivíduo. Sua funções primordiais são o poder e a vontade. Também mostra como está nossa digestão (de situações), nossos humores e controle.

Quando o Plexo Solar está com excesso energético pode gerar egoísmo, egocentrismo, fúria, medo, ódio e dificuldade em assimilar/digerir. E quando está com baixa energia, a pessoa fica apática, sem força de vontade e insatisfeita.

CHAKRA SACRO

Cor: Laranja

Pedras mais usadas: Jaspe, Ágata de Fogo, Granada, Coral

Tem ligação com a criatividade e a vitalidade. As funções principais do Chakra Sacro são sexualidade, vitalidade e criatividade. Ele corresponde à nossa autoestima, à energia sexual e à expressão do “eu” através da sexualidade e/ou criatividade. É no centro energético do bem-estar físico, do prazer e da realização que se percebem as mágoas, sentimentos de culpa e medo (pecado).

Quando este Chakra está em desequilíbrio pode gerar dificuldades sexuais, ausência de objetivos, sentimento de impotência, confusão, ciúme, inveja ou desejo de possuir. Impacta diretamente no desejo e na vontade de viver, alcançar outros patamares, enfrentar desafios e viver o presente.

CHAKRA BÁSICO

Cor: Vermelho

Pedras mais usadas: Turmalina Preta, Quartzo Fumê, Ônix, Hematita

A sua função é a sobrevivência, que inclui a própria segurança e as necessidades físicas básicas, tais como comer, beber e dormir, além do sexo e do abrigo.

Quando está em desequilíbrio, pode gerar insegurança, falta de “gana”, atitudes mais violentas, ganância ou fúria. A pessoa ainda apresenta uma demasiada preocupação com a própria sobrevivência, tensão, o “viver para ter”.

ALIAR REIKI E CROMOTERAPIA EQUILIBRA CHAKRAS DO CORPO

Fonte: http://www.personare.com.br


PEDRAS E CRISTAIS – ENERGIZANDO OS CHAKRAS

Os chakras são baseados em 7 cores, portanto, cada chakra tem uma série de pedras ou cristais que correspondem aos chakras energeticamente. Assim, pode-se utilizar tais pedras e cristais em concordância com seus chakras para atingir um balanço em rituais de terapia holística.

Recomendado para você:

A LAVAGEM E LIMPEZA DOS CRISTAIS

Os cristais são centros energéticos importantes, eles concentram todos os tipos de energia dentro de si e podem ser muito benéficos. Mas cuidado, eles também carregam coisas ruins, por isso é importante purifica-los antes do uso.

A lavagem é simples, deve ser feita com água salina, pode ser com soro, soro caseiro ou no mar. A melhor opção é a última, pois o mar está em forte conexão com a terra e os chakras e é uma das principais fontes de energia vital.

Após a limpeza, você pode utilizar as pedras para abrir e fechar chakras, alinha-los, equilibra-los. Além disso, pode fazer uso dos cristais para atrair amor, felicidade, prosperidade, riqueza e uma série de bons fluídos para você. Isso porque os cristais amplificam a condução da energia dos chakras.

AFASTE AS MÁS ENERGIAS DA SUA VIDA!

Cristais, Gemas, Pedras de Cura, Bem-Estar, Quartzo

Muito se tem divulgado sobre o momento, vamos dizer especial, na qual o planeta e toda a humanidade se encontra, ou seja, em plena transição planetária, no qual nosso lindo planeta, Gaia, transitará para uma dimensão, vibração mais elevada.  Na verdade não é somente nosso planeta, mais a própria galáxia (Via Láctea)  e os planetas banhados pelo nosso sol.

Obviamente, nenhuma transição desta magnitude ocorre, vamos dizer assim, sem a ocorrência de um caos transitório, e neste  sentido, estarmos mais preparados e sincronizados com as energias da Luz torna-se imperioso.

QUAIS PEDRAS DEVO USAR EM CADA CHAKRA?

  1. Muladhara: Chakra Base – está na base da coluna vertebral e é estimulado pela cor vermelha. As pedras deste chakra são: rubi, quartzo vermelho, granada, hematita e jaspe vermelho.

  2. Svadhisthana: Chakra da Reprodução – está no baixo ventre e é estimulado pela cor laranja. As pedras deste chakra são: calcita laranja, cornalina, coral, crocoíta e opala de fogo.

  3. Manipura: Chakra do Plexo Solar – está acima do umbigo e é estimulado pela cor amarela. As pedras deste chakra são: citrino, enxofre, âmbar, topázio imperial e calcita amarela.

  4. Anahata: O Chakra do Amor  – está no coração e é estimulado pelas cores verde e rosa. As pedras deste chakra são: quartzo verde, calcita verde, turmalina verde, malaquita, quartzo rosa, calcita rosa, turmalina rosa e rodocrosita.

  5. Visuddha: O Chakra da Comunicação – está na garganta e é estimulado pela cor azul celeste. As pedras deste chakra são: topázio azul, turquesa, calcita azul, quartzo azul e angelita.

  6. Ajna: Chakra Frontal – está na testa e é estimulado pela cor azul índigo. As pedras deste chakra são: sodalita, safira azul, lápis-lazúli, turmalina azul e azurita.

  7. Sahasrara: Chakra da Perfeição – está no topo da cabeça e é estimulado pelas cores violeta, dourado e branco. As pedras deste chakra são: cristal de quartzo, diamante, topázio incolor, ametista, charoíta, fluorita, pirita, calcita dourada e ametrino.

TERAPIA COM CRISTAIS – O PODER DAS PEDRAS

Antes de começar a terapia, crie um ambiente agradável com música suave e deite-se confortavelmente. Depois, coloque cristais correspondentes sobre os chakras localizados e fique assim por pelo menos 30 minutos. Durante esse tempo, visualize chakra por chakra, sinta a cor deles tomando conta de você.

Trabalhe sua respiração, mantendo a sua energia concentrada na região abdominal. Mentalize o alinhamento dos chakras e sinta a energia proveniente dos cristais.

Fonte: Internet


Conheça as características dos 9 chakras principais.

O sistema de chakras é o sistema de processamento de energia e informação da consciência humana. É um complexo energético integrado e inteligente que se autorregula de acordo com as circunstâncias cotidianas da vida e com as necessidades do nosso organismo multidimensional.

Os chakras (centros de energia) são vórtices (espirais) que saltam para fora do corpo físico e realizam um amplo conjunto de funções, como captar, filtrar, processar, sincronizar e distribuir energia por todo o organismo. Eles podem espiralar no sentido horário ou anti-horário, podem estar abertos ou fechados, ativos ou inativos, bloqueados ou desbloqueados, limpos ou poluídos. Cada chakra tem uma faixa de frequência determinada e está associado a um respectivo conjunto de temas, funções, qualidades e fases da vida.

Os 9 chakras

O chakra infravermelho está associado ao corpo energético e fica localizado na base da aura (campo energético). Está diretamente ligado à concepção, gestação e parto e relaciona-se com questões kármicas, existenciais e ancestrais. Ao sincronizarmos este chakra, fortalecemos o nosso enraizamento e nos conectamos com memórias de outras vidas vividas neste planeta.

O chakra básico (vermelho), também chamado de raiz ou kundalini, é uma espiral de energia que parte da base da coluna (períneo) em direção ao solo. Conecta-se com os chakras dos pés e relaciona-se com o mundo concreto, com o corpo físico e com a Terra. Está associado à mãe e às questões de sobrevivência, como; alimentação, segurança, casa, dinheiro e com os instintos, impulso sexual e medos mais primários do ser humano. O chakra básico está relacionado com o elemento terra, com o sentido do olfato e rege em especial os primeiros 7 anos de vida.

O chakra umbilical (laranja) é composto por duas espirais de energia que partem da região abaixo do umbigo, uma para a frente e outra para trás (costas). Está relacionado com o corpo emocional e sintetiza a energia das emoções e dos desejos. Está ligado às gônadas (ovários nas mulheres e testículos nos homens) e regula a nossa capacidade de viver com prazer e de estabelecer relações e vínculos afetivos saudáveis. Costuma armazenar muitos dos conflitos, frustrações, complexos e traumas psicoemocionais. Conecta-se com o elemento água, com o sentido do paladar e rege o período dos 7 aos 14 anos de idade.

O chakra do plexo solar (amarelo), na região do estômago, é composto por duas espirais de energia, uma à frente e outra atrás (costas). Está relacionado com o corpo mental e com a capacidade de captar as energias do ambiente. Corresponde ao poder pessoal, à determinação, à coragem e à força de vontade. Por meio dele nós conquistamos o nosso espaço no mundo (familiar, social, profissional), nos protegemos das influências exteriores e construímos a nossa identidade pessoal (personalidade). Relaciona-se com o elemento fogo, com as suprarrenais e o pâncreas, com o sentido da visão e rege o período dos 14 aos 21 anos.

O chakra cardíaco (verde) situa-se na região do coração e é composto por duas espirais de energia, uma à frente e outra atrás (costas). Esse chakra está associado ao amor, ao altruísmo, à compaixão, à fraternidade, à comunidade, à coletividade e à comunhão e é um dos nossos principais centros de autoconsciência e gestão energética. Está relacionado aos chakras das mãos, ao sentido do toque, ao elemento ar, à glândula timo e rege o período dos 21 aos 28 anos.

O chakra laríngeo (azul), na região da garganta, é composto por duas espirais de energia que saltam para a frente e para trás. Esse chakra sintetiza a energia da expressão, da comunicação, da transmutação e da manifestação e faz a hiperconexão entre as múltiplas dimensões da realidade. Relaciona-se com o elemento espaço/éter, com as glândulas tireoide e paratireoides, com o sentido da audição e da clariaudiência e rege a fase dos 28 aos 35 anos.

O chakra do terceiro olho (azul-índigo), na região da testa, é composto por duas espirais de energia que saltam para a frente e para trás. Esse chakra sintetiza energia e informação como luz e expande a nossa percepção da realidade, para irmos além das aparências e atravessarmos os muitos véus da ilusão do mundo em 3D. Está relacionado com a glândula hipófise (pituitária), com o sistema nervoso e com o 6º sentido (clarividência). Rege o período dos 35 aos 42 anos.

O chakra coronário (violeta) situa-se no topo da cabeça e se manifesta por meio de uma espiral de energia que vibra em direção ao céu. Esse chakra tem vibração muito alta e é um dos principais canais por onde a energia cósmica penetra no organismo humano. Ele faz o hiperlink com o Eu Superior e com as dimensões mais sutis e profundas da consciência. Relaciona-se com a glândula pineal e com a intuição, e rege o período da vida que vai dos 42 aos 49 anos.

O chakra ultravioleta situa-se no topo da aura. Ele reflete a nossa essência mais pura e está relacionado com a nossa origem espiritual, com o futuro e com o nosso caminho evolutivo. Rege o período da vida que vai dos 49 aos 56 anos. Após este período recomeçamos esta mesma sequência, mas numa oitava superior na espiral da evolução.

Fonte: www.holoplex.org


 

Cristais, Gemas, Pedras de Cura, Bem-Estar, Quartzo

Os chakras são centros de energia localizados no perispírito, um envoltório que faz a ligação entre o corpo e o espírito. Eles são capazes de captar, acumular e distribuir energia para o corpo. Essa energia é que vai trazer benefícios ou malefícios ao organismo e ao ambiente que circunda o indivíduo.

Os chakras também irradiam energias diretamente no meio ambiente, alterando a atmosfera ao nosso redor. Através deles pode-se emitir vibrações de cura, mensagens conscientes ou inconscientes e influenciar pessoas, situações e até a matéria, tanto no sentido positivo como no negativo.

São encontrados cerca de 88 mil chakras, mas somente sete deles são popularmente conhecidos e considerados principais. Eles se encontram ao longo de um eixo vertical, na parte dianteira do tronco, e são decisivos para o funcionamento das regiões mais importantes do corpo, da mente e da alma, por isso devem ser trabalhados individualmente.

Chakra raiz – situado na base da espinha dorsal, é responsável pela energização geral do organismo, e por ele penetram as energias cósmicas mais sutis, que a seguir são distribuídas pelo corpo. Quando esse chakra é estimulado, propicia uma boa captação energética.

Chakra esplênico – relaciona-se com o poder criador da energia sexual. Quando esse chakra está enfraquecido indica distúrbios da sexualidade ou disfunções endócrinas. Quando excessivamente energizado, indica excesso de hormônios e sexualidade exacerbada.

Chakra do plexo solar – localiza-se na região do umbigo e está relacionado com as emoções. Quando muito energizado, indica que a pessoa é voltada para as emoções e prazeres imediatos. Quando fraco sugere carência energética, baixo magnetismo, suscetibilidade emocional e a possibilidade de doenças crônicas.

Chakra cardíaco – situa-se na direção do coração. Relaciona-se principalmente com o timo e o coração. Quando ativado desenvolve todo o potencial para o amor altruísta. Quando enfraquecido indica a necessidade de se libertar do egoísmo e de cultivar maior dedicação ao próximo. No aspecto físico, também pode indicar doenças cardíacas.

Chakra laríngeo – fica na frente da garganta e está ligado à tireóide. Quando desenvolvido, indica força de caráter, grande capacidade mental e discernimento. Em caso contrário, pode indicar doenças tireoidianas e fraquezas de diversas funções físicas, psíquicas ou mentais.

Chakra frontal – situa-se no ponto entre as sobrancelhas. Conhecido como “terceiro olho” na tradição hinduísta, está ligado à capacidade intuitiva e à percepção sutil. Quando bem desenvolvido, pode indicar um sensitivo de alto grau. Enfraquecido aponta para um certo primitivismo psico-mental ou, no aspecto físico, para tumoração craniana.

Chakra coronário – é o mais importante dos chakras, situa-se no alto da cabeça e relaciona-se com o padrão energético global da pessoa. Através dele recebemos a luz divina. A tradição de coroar os reis fundamenta-se no princípio da estimulação deste chakra, de modo a dinamizar a capacidade espiritual e a consciência superior do ser humano.

Os chakras estão em permanente movimento circular, como uma roda. Cada chakra é responsável pelo equilíbrio de um órgão ou glândula; eles variam de cor, brilho, diâmetro, aparência, som e vibração, possuem o formato parecido com uma flor de lótus e não são visíveis ao corpo humano, exceto se o indivíduo possuir um grau de consciência elevado. Ou seja, quanto mais consciente e evoluído é o indivíduo, maior, mais puro e equilibrado é o seu chakra.

Para ativar os chakras existem diversos meios. Pode ser através do contato com a natureza, terapia dos sons, das cores, dos aromas, com pedras e cristais, por meio da ioga, do reiki, entre outras formas. Através dessas práticas é possível ativar estes pontos de energia, buscando a harmonização do corpo e da alma.

Fonte: Por Jessica Moraes


O PODER DOS CHAKRAS

Explicando de maneira simples, segundo o hinduísmo, chakras são pontos magnéticos distribuídos pelo corpo que têm o poder de distribuir energia. Prana é palavra de origem sânscrita traduzida como energia vital.

Pela tradição indiana, os chakras estão relacionados a glândulas e órgãos do corpo, por isso equilibrá-los e desbloqueá-los pode garantir saúde, além de trazer bem-estar físico e mental.

Nada é tão simples como os ocidentais tendem a concluir. Na milenar medicina ayurvédica (indiana) o corpo não é visto como uma máquina para ser analisada em partes. Todas as atitudes diárias (alimentação, atividade física, pensamentos, respiração etc) influem no nosso padrão energético e conseqüente estado de saúde.

São sete os chakras principais e se localizam do topo da cabeça até a base da coluna. Na região entre os órgãos genitais e ânus localiza-se o chakra base; na região do baixo ventre fica o chakra sacral (relaciona-se à sexualidade); acima do umbigo o chakra do plexo solar (centro emocional); no centro do peito, fica o chakra cardíaco . E ainda há o chakra da garganta (expressão psíquica), o frontal (intelecto), entre as sobrancelhas e o chakra da coroa no topo da cabeça (evolução espiritual).

No entanto, não é suficiente estimular simplesmente o ponto relacionado a tal órgão para ter o problema solucionado. A ayurveda prega o trabalho global, requer alinhamento, equilíbrio e acima de tudo, fluidez.

Ioga, massagens específicas, receitas nutricionais, exercícios de respiração e tratamentos com ervas são as práticas que auxiliam no realinhamento energético, segundo a sabedoria indiana. A intervenção física ou química não basta, a harmonia interna e externa é que garante saúde!


ArtCristais: Cristais, Gemas, Pedras e Semijoias. Fonte de boas Energias e Bem-estar.

ArtCristais: Cristais, Gemas, Pedras e Semijoias. Fonte de boas Energias e Bem-estar.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *