loja@artcristais.com | WhatsApp: (11) 98561-2258
OS HOMENS IMPRUDENTES

2019 – OS HOMENS IMPRUDENTES

68

OS HOMENS IMPRUDENTES

“Os homens mais imprudentes viciam-se em entorpecentes e degradam o corpo sensível sob a ação alucinógena dos psicodislépticos; os mais desatinados matam-se em batalhas sangrentas por defender retalhos de panos coloridos que simbolizam as pátrias situadas entre limites de terras pertencentes exclusivamente ao Criador.
Os mais fanáticos massacram-se sob o rótulo de católicos, protestantes, hindus, budistas, muçulmanos ou judeus e ensanguentam o solo do orbe em defesa do “seu” Deus. Outros promovem cruzadas piedosas e homicidas, fogueiras de inquisição e atos de fé, onde esturricam os irmãos componentes da mesma família humana planetária.
Os seres mais astutos enganam os colegas e vendem-lhes bens inexistentes ou jóias falsas, carros furtados ou emitem cheques sem garantia. Os mais hábeis e eloquentes iludem os seus eleitores em campanhas políticas interesseiras e mistificadoras; os academizados defendem o direito fazendo chicanas, alguns constroem edifícios que desmoronam ante a má-fé edificativa e a ambição de lucros fáceis; outros industrializam a “dor humana”, mutilando órgãos sadios de pacientes histéricos, a fim de liquidarem as prestações do luxuoso veículo da moda e manter as aventuras licenciosas. Finalmente, há beócios que deixam suas fortunas para o gozo epicurista de cães, gatos e aves numa sub-reptícia vingança contra a humanidade, sob o máximo carinho e prodigalidade, enquanto os vizinhos fenecem na miséria.
Os mais duros de coração ainda são capazes de vestir trajes caríssimos, completamente indiferentes aos maltrapilhos sem sorte, mas deslumbrados pelas pedrarias e penduricalhos caríssimos sobre o corpo perecível, e não poucas vezes já minados pelo carma cancerígeno.
Os mais severos, à guisa de sensores gratuitos, reclamam contra a alta do preço do leite, pão e dos cereais, mas silenciam diante do aumento do uísque, da cachaça e do cigarro, que lhes satisfazem o vício escravizante. E a Terra, em serviço educativo às almas entorpecidas, irresponsáveis e ambiciosas, ainda tinge-se de sangue nos matadouros das batalhas fratricidas, onde seus alunos matam-se entre si, somente pela diferença de doutrinas políticas, diversidade de cor, da vestimenta carnal, e porque uns são brancos ou pretos, outros amarelos ou vermelhos, alguns por manter o imperialismo econômico, outros pelo espírito de anarquia às instituições disciplinadoras do mundo…”

RAMATÍS – O EVANGELHO À LUZ DO COSMO
MÉDIUM: HERCÍLIO MAES