O Codex Galáctico

O Códex Galáctico | 2020

84

O Codex Galáctico

Este código é chamado Códex Galáctico e representa a base jurídica para todas as ações da Confederação nesta e em outras galáxias. É muito importante que a população desperta da humanidade em seus decretos e meditações decretem a intervenção e amparo do Codex em suas realidades/vidas a Confederação Galactica e forças da luz para implantação do mesmo na terra e quebrar assim a quarentena de leis impostas pela cabala e forças da escuridão que nos aprisionam aqui.

Este Códex não é um conjunto rígido de leis externas, mas um código de ética interno sistematizado de todas as almas da luz, que todos os seres de Luz aceitam de livre vontade, pois reflecte a sua verdade interior.

Vamos agora indicar o Códex Galáctico de forma que seja compreensível para uma média desperta da sociedade humana.

Secção I: A Lei da Graça Divina

Cada ser senciente tem o direito inalienável e incondicional da experiência de vida positiva.

Para explicar a Secção I precisamos de entender que o sofrimento e a dor não têm valor na sociedade Galáctica, esclarecida e liberta da influência das Forças das Trevas, e de outros aspectos da anomalia cósmica. A valorização da dor, sofrimento e sacrifício como parte da experiência de crescimento, foi uma programação das Forças das Trevas a fim de escravizar a população dos planetas ocupados com mais facilidade.

A experiência de vida positiva incondicional de todos os seres sencientes no universo liberto, é garantida a partir da conexão interna de cada ser vivo com a Fonte, e fortalecido pelo poder dos Mestres Ascensos sobre a matéria, que lhes permite ajudar todos os seres vivos, nas suas aspirações, para a Fonte, e orientá-los nas necessidades da vida. A vida nunca foi concebida para ser uma luta e trabalho árduo, mas sim uma jornada de alegria e criatividade. Diferentes subsecções da secção I, regulam toda a vida num universo liberto e todas as relações entre os seres de Luz para que não seja necessário ocorrerem conflitos. Vamos explicar as subsecções:

Secção I / 1: Cada ser senciente tem o direito inalienável e incondicional de abundância física e espiritual.

Esta subsecção garante uma experiência de vida positiva para todos os seres do universo liberto, abundância é um direito e a pobreza, miséria e fome foram experiência impostas a humanidade pelos controladores do sistema para nos escravizar, decretar nosso direito faz possível a manifestação da abundância.

Secção I/2: Cada ser senciente tem o direito inalienável e incondicional para a Ascensão.

A Ascensão é um direito, não apenas um mérito, a dificuldade de nossa Ascensão para quinta dimensão nesse planeta é devido a quarentena e o véu porém podemos reivindicar a Ascensão e trabalhar nisso como um direito.

Secção I/3: Cada ser senciente tem o direito inalienável e incondicional de se fundir com outros seres em proporção com a sua posição na Família de Alma.

Esta subsecção é um instrumento de regulação de todas as relações dentro de uma Família de alma. Ela garante a fusão de seres de polaridade oposta (almas gémeas) e o alinhamento de todos os outros seres, independentemente do seu estado de desenvolvimento e condições externas.

Secção I/4: Cada ser senciente tem o direito inalienável e incondicional de acessar a todas as informações.

Esta subsecção é uma garantia de que todos os seres recebem todas as peças de informação que necessitam para compreender o seu papel no universo. O Controle de informação, a manipulação da verdade pela midia controlada pela cabala foi uma dos maiores agentes de controle e escravização. Numa maior perspectiva de evolução e todas as outras peças que necessitam para as suas decisões, crescimento e bem-estar.

Secção I/5: Cada ser senciente tem o direito inalienável e incondicional à liberdade.

Esta subsecção estabelece que cada ser tem o potencial ilimitado de crescimento e experiência de vida. Uma vez que todos os seres do universo liberto criam apenas o positivismo, a sua liberdade não se opõe à liberdade de outros seres. Precisamos reivindicar nossa liberdade de ir vir, pelo mundo e pelo universo.

Secção II: A Lei de separar as partes em conflito

Cada ser senciente tem o direito inalienável e incondicional de ser separado e protegido das acções negativas de outros seres sencientes.

Esta secção regula as condições das secções do universo que acabaram de ser libertas da influência das Forças das Trevas, mas que ainda não foram aceites na Confederação. Ela exige que as Forças da Luz separem sempre as partes em conflito para protegê-los de produzir danos mútuos uns aos outros. Então, as Forças da Luz medeiam o conflito até que fique resolvido. Esta secção é frequentemente utilizada para terminar guerras e outros conflitos armados. é a seção que nos legitima a proteção.

Secção III: A Lei do Equilíbrio

Cada ser senciente que escolheu viver e agir contra os princípios do Códex Galáctico e recusar-se, ou não ser capaz de aceitá-los agora, em equilibrar as consequências das suas acções passadas, será levado para o Sol Central, reestruturado na essência Elemental básica e recomeçar um novo ciclo de evolução.

Esta secção regula as relações entre as Forças da Luz e as Forças das Trevas, quando derrotados, os seres que pertencem às Forças das Trevas, é lhes dada a oportunidade de aceitarem o Códex Galáctico, fazendo o melhor que puderem para corrigir os erros que cometeram e viverem positivamente, se eles aceitarem, serão perdoados e juntam-se à Confederação, se eles são incapazes ou não estão dispostos a aceitar, serão levados para o Sol Central, suas personalidades e essências de alma serão reestruturadas com o Fogo Eléctrico e a sua centelha divina recomeçará um novo ciclo de evolução.

Secção IV: A Lei de Intervenção

A Confederação Galáctica tem o direito inalienável e incondicional para a intervenção em todas as situações onde o Códex Galáctico é violado, independentemente das leis locais.

Esta secção descreve a política das Forças da Luz sobre os planetas ocupados. A Confederação reserva o direito de intervir em todas as áreas, civilizações, planetas e sistemas solares onde o Códex Galáctico é violado. Ela tem o direito de fazê-lo, independentemente da posição das civilizações locais sobre esta intervenção. Ela tem sempre o direito de utilizar todos os meios pacíficos de educação e regulação. Se a massa crítica dos princípios do Códex Galáctico são violados, ela tem o direito de usar a força militar. Casos especiais são os planetas sob ocupação directa das Forças das Trevas. As Forças das Trevas costumam fazer refém a população local de modo a impedir o avanço das Forças de Luz. Na Terra, eles ameaçaram com a guerra nuclear se as Forças da Luz intervirem. Esta é a principal razão pela qual as Forças da Luz ainda não libertaram este planeta (e não a informação de que eles não intervêm porque respeitam o nosso livre-arbítrio, e que apenas ficam a assistir à insanidade e sofrimento). Como em qualquer situação onde existam reféns, isso exige muitas negociações hábeis e tácticas, esta situação está sendo resolvida e o Planeta Terra será liberado em breve.

Secção IV/1: Cada ser senciente tem o direito inalienável e incondicional de invocar a Confederação Galáctica se necessário, e a Confederação Galáctica tem o direito de o ajudar independentemente das leis locais.

Esta subsecção fornece uma base jurídica para a intervenção e assistência a todos os reféns das Forças das Trevas. As Forças da Luz sempre fazem o melhor que podem para ajudar e melhorar as condições de vida de todos os seres sencientes em qualquer planeta, mesmo na Terra. A situação no planeta Terra apenas indica quanto poder a escuridão teve sobre a luz. Felizmente isso está agora a mudar. Infelizmente devido aos tratados de não intervenção, devido a ameaça de bombas exoticas toplet a Confederação teve muita dificuldade de intervir na superficie do planeta em quarentena, o fez quando houve ameaças nucleares e outras e mesmo assim veladamente, temos de buscar invocar e abrir o véu para que essas intervenções possam se fazer mais presentes fisicamente na realidade da superfície o que pode garantir assim o Evento.

Secção IV/2: A Confederação Galáctica tem o direito inalienável e incondicional de implementar o Códex Galáctico e de conquistar as áreas de violação do Códex Galáctico com força militar se necessário.

Esta subsecção fornece a base jurídica para a libertação dos planetas ocupados com força militar. As forças militares da Confederação removem ou dão assistência na remoção dos representantes das Forças das Trevas e definem os reféns como livres. Em seguida, outras Forças da Confederação orientam o processo de aceitação do planeta na Confederação, instruindo as populações locais.
Talvez alguns humanos sintam que a Confederação não tem o direito de intervir e que a humanidade tem o direito de resolver os seus problemas por si. Isso simplesmente não é verdade. Muitas guerras em todo o planeta e o abuso constante dos direitos humanos básicos comprovaram que a humanidade não é capaz de lidar com a sua própria situação. Será pois muito melhor que ela receba os sábios guardiões para orientá-la. A Confederação dará assistência na substituição dos actuais mestres das marionetas (Forças das Trevas) que convidaram a humanidade no passado, desde da Atlântida. Então, o Códex Galáctico tornar-se-á o código universal de ética em todo o universo e não haverá mais trevas.

Vitória da Luz.

Blog Resistência a Matrix.
Postado por NeoYoda



 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *